Seu Navegador não tem suporte a esse JavaScript!
 
Total de Visitas: 199460    
Online: 22
 
Câmara Municipal de Paranaguá
 
Data: 04/12/2018 Hora: 16:40:00
Presidente Marquinhos Roque faz visita ao IHGP e projeta ajuda
Foto:Diretoria e sócios do IHGP posam para foto com o presidente da Câmara de Vereadores

 

Um dos locais de maior importância de Paranaguá no que diz respeito à preservação da história e da memória do município Mãe do Estado do Paraná é, sem dúvida, o Instituto Histórico e Geográfico de Paranaguá (IHGP). No local, existem mais de 2 mil livros, boa parte deles digitalizados, que contam fatos que marcaram a cidade ao longo dos seus 370 anos. Além das obras literárias, cerca de 3,4 mil peças antigas, boa parte delas doadas por famílias tradicionais de Paranaguá, estão expostas para o público visitante do IGPH.

Em razão do rico conteúdo existente no Instituto Histórico e Geográfico, o presidente da Câmara Municipal de Paranaguá, Marquinhos Roque, após conversas com a atual e a futura diretoria do espaço, decidiu intermediar a possibilidade de algum tipo de ajuda do Poder Público voltar a acontecer ao IHGP. "Temos uma riqueza material e imaterial muito grande no Instituto e se faz necessário melhorar as condições estruturais e de pessoal do local, por isso, vou intermediar junto ao prefeito Marcelo Roque uma reunião para descobrirmos de que maneira a prefeitura pode ser parceira deste importante espaço histórico e cultural de nossa cidade", declarou Marquinhos Roque.

Na conversa com a diretoria do IHGP, o historiador José Maria recordou que o auge financeiro do Instituto se deu exatamente nos períodos em que o ex prefeito Mario Roque estava à frente do Poder Executivo Municipal. "O saudoso Mario Roque sempre foi um entusiasta da preservação de nossa história e cultura, por isso, agora, esperamos poder contar com seus filhos para que tenhamos o retorno daqueles tempos áureos em que se era possível editar livros e aprofundar pesquisas de todo material que temos em nossos acervos de imagem e som", comentou.

NECESSIDADES

Com uma estrutura física limitada para ações de trabalhos de preservação da memória parnanguara, o IHGP carece de projetos que elevem seu poder de receber visitantes e de oferecer mais qualidade para os trabalhos de pesquisas que regularmente são feitas por estudantes e historiadores de todo o País. "Recentemente, tivemos aqui a vinda de um professor da USP que veio buscar informações sobre a nossa cidade. Ele lançou um livro intitulado o Ouro do Brasil, sendo a capa da obra literária contendo a foto da nossa Rua da Praia. Isso é uma prova concreta do valioso trabalho aqui desenvolvido", observou Zé Maria.

Segundo a atual presidente do IHGP, Guadalupe Vivekananda, a presença do presidente da Câmara no IHGP foi satisfatória e esperançosa, uma vez que as conversas se mostraram muito produtivas para o futuro do espaço. "Precisamos de apoio das instituições e de ajuda de pessoas que venham conhecer a importância do nosso Instituto para que elas também façam parte do trabalho de preservação da nossa história e cultura", comentou Guadalupe, que em 1º de janeiro deixará o cargo de presidente do IHGP e o transmitirá ao artista plástico Diogo Rodriguês Alves. A cerimônia de posse efetiva ocorrerá em março.

Data: 04-12-2018 16:40:00